Clubes aprovam novo formato em conselho técnico da Série C

da spicy bet: : Os clubes que participam da Série C do Campeonato Brasileiro realizaram, nesta sexta-feira (4), o conselho técnico da competição para 2022. Durante a reunião, que aconteceu de forma virtual, os presidentes das 20 equipes decidiram democraticamente por uma mudança no formato de disputa da Série C.

da dobrowin: : A partir de 2022, a primeira fase da Série C terá um turno único. Os 20 clubes se enfrentam e os oito melhores avançam para a segunda fase. Nesta, eles serão divididos em dois grupos, com quatro times cada, para confrontos de ida e volta dentro de cada chave. Os dois melhores de cada quadrangular garantem vaga na Série B de 2023, e os líderes de cada grupo avançam para disputar o título na final, em duelo de ida e volta.

Ao todo, serão 216 partidas, com 27 datas para a disputa da Série C. O campeonato tem início previsto para o dia 9 de abril e término para o dia 9 de outubro. A tabela será divulgada posteriormente pela Diretoria de Competições da CBF.

O Presidente em exercício da CBF, Ednaldo Rodrigues, comentou a decisão dos clubes pela mudança do formato.

“É gratificante para a CBF poder atender à demanda dos clubes, ainda que isso exija da entidade um investimento maior. O conselho técnico ocorreu em ambiente democrático, onde todos puderam se manifestar e a escolha da maioria foi acolhida por todos. A Série C ganha mais datas, mais atratividade e isso é fruto da união da CBF, das Federações Estaduais e dos clubes em busca da melhor solução para todos”, disse Ednaldo Rodrigues.

Sistema de disputa da Série C em 2022

Primeira Fase

20 clubes em turno único (19 datas)

Segunda Fase

8 clubes em dois quadrangulares; confrontos de ida e volta dentro do próprio grupo (6 datas)

Final

Os líderes de cada quadrangular se enfrentam em um confronto de ida e volta (2 datas)

Acesso

Os dois melhores times de cada quadrangular garantem vaga na Série B do Campeonato Brasileiro em 2023

Rebaixamento

Os quatro piores colocados da Primeira Fase serão rebaixados para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro em 2023

Datas e jogos

27 datas (26 em 2021)

216 jogos (206 em 2021)

Conselho técnico da Série C foi realizado nesta tarde
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O conselho técnico

Os participantes

O Presidente em exercício da CBF, Ednaldo Rodrigues, foi acompanhado presencialmente pelo vice-presidente da CBF, Gustavo Feijó, e outros membros da diretoria da CBF. Também estiveram ao lado de Ednaldo na sede da CBF o Presidente da Federação Baiana de Futebol, Ricardo Lima, e Arnoldo Filho, que representou a Federação Amazonense de Futebol.

Virtualmente, representantes dos 20 clubes participantes da Série C também acompanharam o conselho técnico. Vice-presidentes da CBF, Antônio Carlos Nunes, Fernando Sarney e Francisco Noveletto fizeram parte do conselho. Ainda assistiram a reunião de forma virtual representantes das entidades de classe do futebol brasileiro: a Associação Nacional de Árbitros de Futebol, a Associação Brasileira de Treinadores de Futebol e a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol.

Também compareceram virtualmente: André Pitta, Presidente da Federação Goiana de Futebol; Graciete Maués, Presidente da Federação Paraense de Futebol; Luciano Hocsman, Presidente da Federação Gaúcha de Futebol; Michelle Ramalho, Presidente da Federação Paraibana de Futebol; Milton Dantas, Presidente da Federação Sergipana de Futebol; Reinaldo Carneiro Bastos, Presidente da Federação Paulista de Futebol. As federações do Pará e do Piauí contaram com representantes durante a reunião.

Inscrições e estádios

Além do novo formato, a reunião deliberou sobre outras normas a respeito da realização da Série C em 2023.Ficou definido que todo clube terá que ter um mínimo de 35 atletas inscritos na data de início da competição (9 de abril), e que poderão inscrever um total de 50 atletas até o dia 4 de agosto. Esta lista poderá ter oito substituições até o dia 27 de agosto. A decisão ampliou o número de atletas em relação ao ano passado, quando cada clube só podia inscrever 40 atletas.

O Diretor de Competições da CBF, Manoel Flores, reforçou que a entidade será mais criteriosa para a liberação dos estádios para a Série C em 2022. Na primeira fase, não haverá capacidade mínima exigida. Na segunda fase, os estádios deverão ter 10 mil espectadores sentados. Ainda assim,os estádios só serão liberados após uma avaliação que envolve critérios técnicos como quantidade de iluminação e qualidade do gramado, por exemplo, além de 23 assentos para os reservas e locais para delegado da partida e controle de dopagem (recomendações da FIFA). As avaliações seguirão normas estabelecidas em diretriz da CBF.

Conselho Nacional de Clubes

Durante o conselho técnico, os clubes decidiram pelo representante da Série C no Conselho Nacional de Clubes. Por maioria de votos dos clubes participantes, o Presidente do Volta Redonda, Flávio Horta, foi eleito para a cadeira no CNC. A Série A será representada pelos presidentes de Atlético-MG, Ceará, Corinthians, Flamengo e Juventude. A Série B contará com a participação dos presidentes de Guarani e Sport Recife.

Protocolo sanitário

O Presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol, Jorge Pagura, dissertou sobre o protocolo sanitário que será utilizado durante a Série C de 2022. Pagura fez uma explanação sobre o cenário atual da covid-19 no Brasil e no mundo, apresentou as dificuldades da questão e reforçou a importância da imunização de todos no combate à pandemia.

Cotas e premiações

Ao fim do conselho técnico, o Presidente Ednaldo Rodrigues anunciou aos clubes os valores destinados a cada um pela participação na Série C. A CBF disponibilizará auxílio financeiro de 250 mil reais para cada clube da competição, totalizando um aporte de 5 milhões de reais. Haverá também uma premiação de 1 milhão de reais a ser dividida entre os quatro primeiros colocados, além de dois veículos da FIAT, patrocinadora da CBF, para o campeão e o vice-campeão da Série C.

Ficaram definidas assim as cotas e premiações:

1º lugar: 400 mil reais + veículo FIAT

2º lugar: 300 mil reais + veículo FIAT

3º lugar: 200 mil reais

4º lugar: 100 mil reais

Reunião do conselho técnico do Brasileirão Série C
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF